Quarentena amplia adesões a home office

Ter seu escritório em sua própria casa e trabalhar em seu lar deixou de ser uma novidade no Brasil e no mundo há poucas décadas Cada vez mais comum, o home office se tornou uma solução no atual período de isolamento social por conta da pandemia da covid-19, o novo coronavírus.

Com a quarentena, a adesão ao home office cresceu ainda mais, permitindo a funcionários preservarem sua saúde sem se expor a riscos de contágio com a doença em ambientes públicos, além de continuarem a trabalhar, mas em suas casas.

Para o trabalhador, o home office tem trazido uma nova modelagem de trabalho dentro do espaço em que convive com a família. Por isso, a pessoa tem que se planejar bem para que seu dia renda, seja bastante produtivo”, recomenda a especialista em liderança e coach de altos executivos Rosa Berhoeft. Graduada em Educação e Engenharia, ela é fundadora da Alba Consultoria e autora dos livros “Mentoring, Superando Limites” e “Mentoring Práticas e Casos”.

Para falar um pouco sobre o home office, também conhecido como “trabalho remoto”, Rosa Berhoeft foi o grande destaque do Programa “Nossa Tarde é Show” no dia 22 de abril.

Em uma entrevista por telefone com o locutor Eli Santos, a especialista falou um pouco sobre como funciona o trabalho remoto e suas vantagens, além de dar importantes dicas para ter um bom desempenho no home office.

Adaptação e disciplina

Em todo o país, uma parcela significativa de empresas adotaram o sistema home office para seus funcionários. Para muitos, o trabalho remoto se tornou uma grande novidade, o que requer uma necessidade de adaptação a essa nova realidade, como destaca Rosa.

É preciso saber lidar com família e trabalho. A pessoa tem que se auto-disciplinar. É muito importante que a rotina não acabe”, esclarece. A especialista destaca que o trabalhador precisa ter um espaço em sua casa para trabalhar, o que tem que ser respeitado.

Há uma diferença entre família e o trabalho. Tem que falar com a família para que todos colaborem. A definição de território também é fundamental. ‘Aqui ninguém entra’, por exemplo. Isso é disciplina e muito importante”, acrescenta.

Produtividade

Rosa Berhoeft salienta que o trabalho remoto aumenta a produtividade dos funcionários, proporcionando benefícios para empresas e colaboradores, como economia, melhor desempenho das atividades, além de maior responsabilidade e comprometimento com os resultados.

O home office veio para ficar. Neste momento que vivemos, recomendo às empresas adotarem ainda mais esse modelo de trabalho. Uma coisa que se nota é a elevação de produtividade. É muito interessante os muitos ganhos neste modelo de trabalho. Não há espaço de ‘mimimi’ e choradeira. Não há desculpa, tem que produzir. E isso é muito bom”, comenta a especialista.

Cuidar de você mesmo

Rosa ressalta que há estudos a respeito de carga horária no home office. Contudo, alguns trabalhadores que aderiram ao home office se queixam de desgaste ao trabalhar em casa.

A especialista orienta que, para evitar esse desgaste, o trabalhador precisa realizar outras atividades prazerosas e/ou produtivas, como ler, realizar um curso, passear no parque (após o período de isolamento social), etc.

Precisa cuidar até da aparência, da vaidade. Pausas também são fundamentais. Não pode perder esse cuidado consigo. A gente tem que se cuidar”, pontua.

Trabalhar em qualquer local

O home office é uma expressão que vem do inglês remetendo a ideia de um escritório em sua residência. Porém, o termo quer dizer mais do que isso.

Os profissionais que utilizam esse modelo de trabalho podem atuar em vários locais sem precisar ficar limitados em seus lares, como um aeroporto, parque, shopping, cafeteria, lanchonete, entre outros. Dessa forma, o trabalho remoto é amplamente adaptável às suas necessidades.

Basta um computador (PC), notebook, smartphone ou outro equipamento e acesso a internet para poder realizar trabalhos remotos.