O BRASIL É UM DOS PAÍSES QUE MAIS COBRA JUROS ABUSIVOS NO MUNDO – E COMO SE DEFENDER?

O BRASIL OCUPA HOJE O 6º LUGAR EM COBRANÇA DE JUROS ABUSIVOS ENTRE 37 PAÍSES, DE ACORDO COM LEVANTAMENTO DA FGV, A FUNDAÇÃO GETÚLIO VARGAS.

 

E ISSO NÃO CONDIZ COM O QUE VEM ACONTECENDO COM O BRASIL, NA MEDIDA EM QUE O GOVERNO VEM REDUZINDO MÊS A MÊS A TAXA SELIC, QUE A TAXA BÁSICA DE JUROS DA ECONOMIA BRASILEIRA.

 

NA ÚLTIMA REUNIÃO DO COPOM, O COMITÊ DE POLÍTICA MONETÁRIA, HOUVE A REDUÇÃO DA TAXA EM 0,25 PONTO PERCENTUAL, DIMINUINDO A SELIC PARA 4,25% AO ANO, UMA DAS MENORES TAXAS DA HISTÓRIA.

 

E PORQUE, MESMO COM A REDUÇÃO DA TAXA BÁSICA DE JUROS, O BRASIL CONTINUA ENTRE OS QUE PRATICAM OS MAIORES JUROS AO CONSUMIDOR? PARA RESPONDER ESSA E OUTRAS PERGUNTAS O BOM DIA NOSSA RÁDIO RECEBEU O PROFESSOR DO CURSO DE CIÊNCIAS CONTÁBEIS DA UNIVERSIDADE ESTÁCIO JOSÉ CARLOS CAROTA.

 

PORQUE O BRASIL ESTÁ ENTRE OS PAÍSES COM OS JUROS MAIS ALTOS AO CONSUMIDOR

 

VÁRIOS FATORES CONTRIBUEM PARA ISSO ACONTECER. O PRIMEIRO É O SPREAD BANCÁRIO. O BANCO PEGA O DINHEIRO DO CONSUMIDOR QUE  É A DIFERENÇA ENTRE A REMUNERAÇÃO QUE O BANCO PAGA AO APLICADOR PARA CAPTAR UM RECURSO E O QUANTO ESSE BANCO COBRA PARA EMPRESTAR O MESMO DINHEIRO. O CLIENTE QUE DEPOSITA O DINHEIRO NO BANCO, EM POUPANÇA OU OUTRA APLICAÇÃO, ESTÁ DE FATO FAZENDO UM EMPRÉSTIMO AO BANCO. E ESSE SPREAD DO MERCADO BRASILEIRO É UM DOS MAIS ALTOS DO MUNDO, POR EXEMPLO:

 

“SE O CLIENTE FIZER UM INVESTIMENTO NUM BANCO HOJE EM RENDA FIXA, ELE VAI PAGAR 0,2% OU 0,3% LÍQUIDO AO MÊS, MAS SE O CLIENTE FOR PEGAR UM CRÉDITO PESSOAL, ELE VAI PAGAR 3% AO MÊS, ENTÃO A DIFERENÇA É GRANDE.”

 

E ISSO ACONTECE, SEGUNDO O PROFESSOR CAROTA, PORQUE HÁ DEMANDA POR CRÉDITO, COM MUITA GENTE TOMANDO DINHEIRO EMPRESTADO.

 

“E SE VOCÊ OLHAR BEM, HOJE NO BRASIL SÓ HÁ 5 BANCOS DE GRANDE PORTE, E OS OUTROS SÃO MENORES, PORTANTO NÃO HÁ UMA OFERTA DE CRÉDITO MUITO GRANDE”

 

E ISSO TEM GERADO UM CICLO VICIOSO:

 

“POIS O TRABALHADOR ASSALARIADO TEM UMA MÉDIA DE AUMENTO DE 3% A 5% AO ANO, E SE ELE PEGAR UM FINANCIAMENTO COM 3%, 4% AO MÊS, CONSEQUENTEMENTE, ELE VAI FICAR INADIMPLENTE”

 

ESTÁ ENDIVIDADO? O QUE FAZER?

 

A ORIENTAÇÃO DO PROFESSOR JOSÉ CARLOS CAROTA É QUE SE VOCÊ ESTÁ ENDIVIDADO, OPTE POR RENOGOCIAR ESSA DÍVIDA O QUANTO ANTES.

 

EXISTEM HOJE MUITAS FORMAS DE RENEGOCIAÇÃO, COMO OS FEIRÕES DO SERASA, DA FEBRABAN, A FEDERAÇÃO BRASILEIRA DE BANCOS, ONDE É POSSÍVEL ABATER A MAIOR PARTE DA DÍVIDA, COM DESCONTOS QUE PODEM CHEGAR A ATÉ 90%.

 

“NÃO TENHA MEDO. RENEGOCIE SUAS DÍVIDAS, NÃO TENHA VERGONHA”

 

OUTRA OPÇÃO É A PORTABILIDADE, QUE É A TROCA DE DÍVIDA.

 

“ SE EU DEVO NUM BANCO X, COM A NEGOCIAÇÃO, O CONSUMIDOR DEVE FAZER A PORTABILIDADE PARA O BANCO Y, NUMA CONDIÇÃO MELHOR”

 

ESSA ALTERNATIVA É MUITO BOA, JÁ QUE COMO A TAXA REFERENCIAL DE JUROS, A SELIC, VEM CAINDO FICA MAIS FÁCIL PARA O CREDOR RENEGOCIAR.

 

“SE VOCÊ TIVER CONTRAÍDO UM EMPRÉSTIMO NO ANO PASSADO, A TAXA SELIC DA ÉPOCA ESTAVA ENTRE 15% E 17%, POR EXEMPLO, E HOJE A TAXA É DE 4,25% AO ANO, ENTÃO NÓS ESTAMOS VIVENDO UM MOMENTO INÉDITO NA ECONOMIA BRASILEIRA”

 

COMO NÃO SER VÍTIMA DE UM JURO ABUSIVO

 

ANTES DE CONTRATAR UM FINANCIAMENTO, COMPARE TAXAS DE JUROS, COMPARE TAXAS DE FINANCEIRAS, E DE BANCOS:

 

“FAÇA UMA TABELINHA E VEJA O QUE É MELHOR PARA VOCÊ”

 

COMPRAS A PRAZO VALEM A PENA

 

NORMALMENTE NAS COMPRAS A PRAZO EXISTEM JUROS EMBUTIDOS NAS PRESTAÇÕES, POR EXEMPLO, NUM PRODUTO QUE VOCÊ COMPRA EM 10 VEZES DE 200 REAIS.

 

O CONSUMIDOR, NORMALMENTE, AVALIA O VALOR DA PARCELA, ACHA QUE CABE NO BOLSO, E FAZ A COMPRA. MAS SEGUNDO O PROFESSOR JOSÉ CARLOS CAROTA NÃO É ASSIM QUE DEVE SER FEITO.

 

“O CONSUMIDOR DEVE SEMPRE PERGUNTAR QUANTO É O PREÇO A VISTA DO PRODUTO, JÁ QUE TALVEZ VOCÊ ESTEJA PAGANDO DOIS PRODUTOS, AO PARCELAR O MESMO”

 

“ENTÃO ESSA CONTA TEM QUE SER FEITA, JÁ QUE NA MAIORIA DOS PARCELAMENTOS HÁ UMA TAXA DE JUROS EMBUTIDA”

 

JUROS COMPOSTOS

 

AS PESSOAS NORMALMENTE NÃO CONHECEM O CÁLCULO DOS JUROS COMPOSTOS, MUITO USADOS NO MERCADO. E O QUE SÃO OS JUROS COMPOSTOS?

 

“É O JURO SOBRE JURO, E QUANDO VOCÊ CONTRATA UM EMPRÉSTIMO NINGUÉM TE EXPLICA ISSO”

 

CHEQUE ESPECIAL E CRÉDITO CONSIGNADO

 

OS JUROS DO CHEQUE ESPECIAL FORAM LIMITADOS A 8% AO MÊS PELO GOVERNO. ANTIGAMENTE SE COBRAVA ATÉ 12% E HOJE ESTÁ EM 8% AO MÊS, MAS AINDA ASSIM É MUITO CARO.

 

UM CRÉDITO COM  CUSTO BEM MENOR E QUE PODE SER USADO PARA FAZER A PORTABILIDADE DE UMA DÍVIDA MAIS ALTA PARA UMA MAIS BAIXA, É O CRÉDITO CONSIGNADO EM FOLHA DE PAGAMENTO:

 

“VOCÊ PODE PEGAR UM CRÉDITO CONSIGNADO, COM UMA TAXA MELHOR DE 1,5% A 2% AO MÊS, E QUITAR A DÍVIDA DE 8% AO MÊS DO CHEQUE ESPECIAL, POR EXEMPLO”

 

CARTÃO DE CRÉDITO

 

O CARTÃO DE CRÉDITO DEVE SER USADO EM FAVOR DO CLIENTE E NÃO CONTRA. UM DOS PONTOS A SER OBSERVADO NA HORA DE PEGAR UM CARTÃO DE CRÉDITO, SEGUNDO O PROFESSOR CAROTA, É NÃO PAGAR ANUIDADE DE JEITO NENHUM:

 

“EXISTEM BANCOS QUE COBRAM R$ 500 REAIS POR ANO DE ANUIDADE. JÁ OUTROS BANCOS NÃO COBRAM ANUIDADE, COMO OS BANCOS VIRTUAIS”

 

TENDO O CARTÃO DE CRÉDITO, E FAZENDO AS COMPRAS, NUNCA DEIXE DE PAGAR TUDO O QUE VIER NO BOLETO MENSAL, OU SEJA, PAGUE INTEGRALMENTE, JÁ QUE OS JUROS COBRADOS NESSA MODALIDADE SÃO ALTÍSSIMOS:

 

“EM MÉDIA, 12% AO MÊS”

 

E SE VOCÊ JÁ ESTIVER NA DÍVIDA DO CARTÃO DE CRÉDITO, NÃO FUJA, RENEGOCIE, O QUANTO ANTES, JÁ QUE JUROS SOBRE JUROS FARÃO A SUA DÍVIDA SUBIR ABSURDAMENTE, E MUITO RAPIDAMENTE.

 

“VOCÊ TAMBÉM PODE MUDAR A MODALIDADE DE FINANCIAMENTO, PEGANDO UM CRÉDITO PESSOAL OU CONSIGNADO, COM TAXA MAIS BAIXA, E QUITAR A DÍVIDA”

 

TAXA NOMINAL E TAXA EFETIVA

 

O CONSUMIDOR DEVE TER MUITO CUIDADO COM ESSAS TAXAS QUANDO FOR FAZER UM FINANCIAMENTO IMOBILIÁRIO OU DE VEÍCULOS, JÁ QUE HÁ UMA DIFERENÇA IMPORTANTE ENTRE ESSAS TAXAS.

 

“TAXA NOMINAL É AQUELA QUE APARECE NO CONTRATO. TAXA EFETIVA É QUANTO EFETIVAMENTE VOCÊ VAI PAGAR”

 

“EXEMPLO, EU VOU FAZER UM FINANCIAMENTO COM UMA TAXA DE 1.90 AO MÊS, SÓ QUE A FINANCEIRA COBROU UMA TAXA DE ABERTURA DE CRÉDITO, UMA TAXA DE CADASTRO, E ISSO SAI DO BOLSO DO CONSUMIDOR”

 

ENTÃO É IMPORTANTE QUE O CONSUMIDOR FIQUE ATENTO E ENTENDA DE FATO O QUE ESTÁ PAGANDO. O CONSUMIDOR DEVE PEDIR A PLANILHA DE CÁLCULO DOS JUROS E DO VALOR FINAL.

 

UMA ORIENTAÇÃO É PROCURAR UM CONTADOR OU UM ESPECIALISTA FINANCEIRO PARA CALCULAR ESSES JUROS E AVALIAR SE VALE A PENA MESMO ENTRAR NESSA DÍVIDA. ISSO VALE SE A PESSOA NÃO ENTENDER COMO O CÁLCULO FOI FEITO, OBVIAMENTE.

 

TÍTULO DE CAPITALIZAÇÃO E CONSÓRCIO

 

O PROFESSOR JOSÉ CARLOS CAROTA FOI TAXATIVO:

 

“TÍTULO DE CAPITALIZAÇÃO, NEM VOU FALAR, PIOR INVESTIMENTO”

 

SOBRE O CONSÓRCIO, O PROFESSOR DISSE QUE PRECISARIA DE UM PROGRAMA PARA EXPLICAR AS RAZÕES DE QUE NÃO É UMA BOA OPÇÃO.

 

FAÇA UM PLANEJAMENTO ANTES DE COMPRA

 

O PROFESSOR  DO CURSO DE CIÊNCIAS CONTÁBEIS DA UNIVERSIDADE ESTÁCIO JOSÉ CARLOS CAROTA FOI ENFÁTICO AO AFIRMAR QUE A MELHOR COISA A FAZER NO MOMENTO DA COMPRA DE UM BEM É SE PLANEJAR.

 

“FAÇA UMA PREVISÃO DE QUANTO VAI GANHAR E QUANTO VAI GASTAR DURANTE O ANO, MÊS, POR EXEMPLO, GANHOS E DESPESAS. O QUE SOBRAR NO FIM DO MÊS, AÍ VOCÊ VAI AVALIAR O QUANTO PODE SER COMPROMETIDO NUMA DÍVIDA OU INVESTIMENTO”

 

“SE VOCÊ NÃO TEM COMO MEDIR, NÃO HÁ COMO CONTROLAR OS SEUS GASTOS. ADMINISTRE O SEU DINHEIRO E CONTROLE O SEU ORÇAMENTO”

O PROFESSOR DO CURSO DE CIÊNCIAS CONTÁBEIS DA UNIVERSIDADE ESTÁCIO JOSÉ CARLOS CAROTA FOI ENTREVISTADO NESTA TERÇA-FEIRA (10/3) NO BOM DIA NOSSA RÁDIO.