Pesquisa aponta que brasileiros são contrários à ampliação do porte de armas

Mais da metade dos brasileiros não quer o porte de armas legalizado como direito de todos os cidadãos.

Pesquisa do Datafolha apontou que 56 por cento dos entrevistados são contrários à medida. O índice atingiu quase 70 por cento em 2013, e registrou queda nos anos seguintes.

Nas capitais, onde a violência atinge níveis mais elevados, está a maior parcela dos que não querem a legalização geral das armas.

As mulheres representam o grupo de maior resistência às mudanças na legislação. E a região norte do país tem o maior índice contrário à medida.

A pesquisa ouviu duas mil 765 pessoas de 192 cidades no fim de novembro.

A discussão sobre as normas para legalização da posse de armas se intensificou a partir de 2003, com o estatuto do desarmamento.

Propostas para alterar a legislação em debate no congresso falam sobre autorização para moradores de áreas rurais utilizarem armas de fogo.