Julgamento de Lula no caso do triplex é marcado para Janeiro

O ex-presidente Lula será julgado em segunda instância no dia 24 de janeiro no caso do triplex, no Guarujá.

O político também é réu em mais 3 ações:

Ele é suspeito de ser o dono de sítio em Atibaia que frequenta, recebido como vantagem indevida de empreiteiras, e de ter ocultado tal patrimônio

Lula também é acusado de obstruir a Justiça ao atuar na compra de silêncio de Nestor Cerveró

E também por receber propina da Odebrecht, operada por Antonio Palocci ao PT, por meio da compra de terreno para o Instituto Lula e do aluguel de um apartamento ao lado de onde ele mora

Na primeira instância do caso do triplex, o petista foi condenado na Operação Lava Jato a 9 anos e seis meses de prisão por corrupção passiva e lavagem de dinheiro.

A sentença publicada no dia 12 de julho permitia que Lula recorresse em liberdade.

Se condenado em segunda instância, Lula estará fora das eleições presidenciáveis do ano que vem.

Isso poque a lei Ficha Limpa prevê que um condenado, neste caso, não pode ser candidato.