Bolsa-família terá reajuste acima da inflação

Governo planeja reajustar bolsa-família entre meio e um por cento acima da inflação a partir do ano que vem.

O ministro do desenvolvimento social, Osmar Terra, revelou que o orçamento para a pasta deve alcançar mais de 90 bilhões de reais, 11 bilhões a mais frente à soma atual.

O parlamentar explicou que a estimativa de aumento será possível graça à revisão dos pagamentos de auxílios-doença.

Segundo terra, quase 85 por cento dos beneficiários que recebem a ajuda federal, estão aptos para trabalhar.

A redução deve ser de 5 bilhões apenas neste ano. Até o ano que vem a quantia pode chegar a 19 bilhões.