Prefeito de BH exige saída de ambulantes das ruas

05/07/2017

Por: Redação

A retirada de ambulantes das principais ruas centrais de Belo Horizonte, conhecidas como hipercentro, gerou confusão nesta quarta-feira(5).

Os trabalhadores realizaram bloqueios desde o início do dia e uma pessoa foi presa pela Polícia Militar portando uma réplica de arma.

Os manifestantes são contrários a transferência do comércio de rua para dentro de shoppings populares.

O prefeito de Belo Horizonte, Alexandre Kalil (PHS), afirmou que a iniciativa será mantida, mesmo com protestos.

Segundo projeto da prefeitura, a administração municipal irá auxiliar no pagamento do aluguel dos espaços durante cinco anos.

A proposta defendida pela secretária municipal de Serviços Urbanos, Maria Caldas, prevê que os trabalhadores realizem cursos profissionalizantes, o que auxiliará no rendimento mensal dos comerciantes.

A prefeitura promete que disponibilizar inicialmente 700 vagas para os trabalhadores, que começam as aulas no mês de setembro.