Relator faz leitura de projeto da reforma da Previdência

19/04/2017

Por: Redação

A votação do relatório da reforma da Previdência Social foi adiada por conta da pressão dos partidos de oposição ao governo do presidente Michel Temer (PMDB).

Inicialmente, o processo, dentro da comissão que debate o tema, aconteceria na semana que vem na Câmara dos Deputados, em Brasília. Agora, a proposta é que os parlamentares apenas debatam o texto.

O relator do projeto, o deputado Arthur Maia (PPS), fez a leitura do documento e explicou algumas alterações pedidas pelos parlamentares e que geraram comentários por todo o Brasil.

“A pessoa pode se aposentar e ganhar 70% do benefício. No caso dos homens, precisa ter 65 anos, no caso dos homens, e 62 anos, as mulheres. Em ambos, necessitam ter contribuído 20 anos com a Previdência”, afirmou.

O político argumentou que a nova lei vai trazer benefícios aos jovens e economizará R$ 630 bilhões de reais dos cofres públicos em dez anos.

O texto, que é uma emenda constitucional, deverá chegar ao plenário da Câmara dos Deputados em oito de maio, onde precisa passar por dois turnos de votação.

Para a reforma da Previdência ser aprovada, o governo precisa de pelo menos 308 votos favoráveis dos 513 parlamentares.